Teste de Papanicolau e Colposcopia

São os exames mais eficazes para se detectar a existência ou não de câncer de colo de útero e de infecções vaginais, entre outras doenças sexualmente transmissíveis como o papilomavírus humano (HPV) que também pode causar câncer cervical. Hoje, o câncer de colo de útero tem 100% de cura se descoberto a tempo. 

E graças ao exame Colpocitológico, mais conhecido por teste de Papanicolau e aos novos métodos de tratamento, a proporção de óbitos femininos por esse tipo de câncer diminuiu em 70%. 
A Colposcopia é um exame complementar da área ginecológica que permite visualizar a vagina e o colo do útero através de uma aparelho chamado de Colposcópio. Este aparelho permite a visão destes locais com aumento de 10 a 40 vezes do tamanho normal, onde as imagens obtidas são impossíveis de serem vistas a olho nu. A Colposcopia também é indicada quando é necessária uma avaliação melhor do região genital feminina ou quando há suspeita de HPV (Papiloma Virus Humano) onde são realizadas biopsias para melhor identificar as agressões existentes.

Atenção! 
Procure o ginecologista para um exame pélvico e o primeiro Papanicolau a partir dos 18 anos, mesmo que você não tenha vida sexual ativa. 
Ou antes dos 18 anos, se já tiver tido relação sexual. Tais exames devem ser repetidos, no mínimo anualmente. 
Mulheres que são, ou tenham sido sexualmente ativas (isso inclui as de idade avançada) também devem fazer anualmente esses dois exames. 
Mulheres com risco maior, isto é, as que estão entrando na menopausa (40-50 anos), as que se tratam ou se trataram de câncer cervical e as que fizeram histerectomia (retirada de útero), entre outros casos, devem fazer esses exames pelo menos 4 vezes ao ano.

bom (1)

Comentários

  1. Não existem comentários cadastrados no momento

Deixe seu comentário